Na previsão do ministro da Infraestrutura, entre os ativos que mais devem chamar a atenção estão o leilão de 22 aeroportos; o arrendamento de dois terminais de líquidos do Porto de Santos e a concessão de rodovias no Paraná e da Nova Dutra, entre o Rio de Janeiro e São Paulo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

%d blogueiros gostam disto: