Mamadou Diallo disse que encerramento do Uniogbis, em 31 de dezembro, deve ser “um motivo de orgulho” para o povo guineense; presença foi estabelecida após tensões políticas na nação africana de língua portuguesa; nova estrutura organizacional adotará várias funções do Uniogbis.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

%d blogueiros gostam disto: