Agências humanitárias da ONU confirmaram o primeiro caso de Covid-19 no maior assentamento de refugiados do mundo, Kutapalong, em Bangladesh, que acolhe 860 mil pessoas da minoria rohingya que fugiram da violência em Mianmar, o país vizinho.
Uma pessoa da comunidade de acolhimento também testou positivo. Os dois pacientes estão isolados, sendo tratados, e todos os seus contatos estão sendo rastreados, testados e colocados em isolamento.
Em entrevista à ONU News, a Coordenadora de Gestão e Desenvolvimento de Campo da Organização Internacional para Migrações, OIM, Kerry Mcbroom, explicou os maiores desafios.

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

%d blogueiros gostam disto: