O número de pessoas com fome extrema subiu de um terço para a metade da população na Guiné-Bissau. Uma das causas podem ter sido as cheias que comprometeram a última campanha agrícola, em alguns pontos do país, e as repercussões da Covid-19  na frágil economia guineense. 
Em conversa com a ONU News de Bissau, o representante do PMA salientou que os dois choques agravaram os indicadores de fome e pioraram o índice de sobrevivência. Para João Manja, as dificuldades são maiores por causa da nova norma de vida e a vitória contra o vírus é certa.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

%d blogueiros gostam disto: