Somente quatro mulheres que integravam as delegações de seus países na Conferência de São Francisco, em 1945, assinaram o documento fundador da ONU:

🇧🇷 Bertha Lutz, do Brasil.
🇩🇴 Minerva Bernardino, da República Dominicana.
🇺🇸 Virginia Gildersleeve, dos Estados Unidos.
🇨🇳 Wu Yi-fang, da China.

A cientista e diplomata brasileira Bertha Lutz, integrante da delegação brasileira na Conferência que fundou as Nações Unidas, também teve um papel central na inclusão da igualdade de direitos entre homens e mulheres na Carta da ONU.

Enfrentando oposição de delegações de países industrializados, Bertha Lutz liderou uma coalizão de diplomatas latino-americanas que conseguiu garantir a inclusão da igualdade de gênero no documento fundador da ONU:

🇺🇳 “NÓS, OS POVOS DAS NAÇÕES UNIDAS, RESOLVIDOS a preservar as gerações vindouras do flagelo da guerra, que por duas vezes, no espaço da nossa vida, trouxe sofrimentos indizíveis à humanidade, e a reafirmar a fé nos direitos fundamentais do homem, na dignidade e no valor do ser humano, na igualdade de direito dos homens e das mulheres (…)” – Preâmbulo da Carta da ONU, 1945.

Em 2022, a Assembleia Geral da ONU aprovou uma resolução que marca o dia 24 de junho como Dia Internacional das Mulheres na Diplomacia.

O texto foi co-patrocinado por 191 Estados-membros, o que é um recorde nessa sessão.

#Brasil #ONU #Diplomacia #IgualdadedeGênero #BerthaLutz

Acompanhe o trabalho da ONU no Brasil e no mundo nas nossas principais redes sociais e em nosso site:
ℹ️ https://www.facebook.com/ONUBrasil
ℹ️ https://www.instagram.com/onubrasil
ℹ️ https://www.youtube.com/onubrasiloficial
ℹ️ https://twitter.com/ONUBrasil
ℹ️ https://www.tiktok.com/@onubrasil
ℹ️ https://brasil.un.org

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

%d