Agência da ONU para Agricultura e Alimentação levou oito toneladas de sementes e 10 de fertilizantes a áreas rurais do país africano de língua portuguesa; colheitas incentivaram dieta mais rica em nutrientes e elevaram venda em mercados locais geridos também por agricultoras. Acompanhe nesta reportagem da Natalia da Luz, da FAO Guiné-Bissau.

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.