Recuperação do mercado de trabalho está mais lenta do que o esperado

O diretor-regional para América Latina e Caribe da Organização Internacional do Trabalho, Vinícius Pinheiro, explicou à ONU News porque a recuperação do mercado de trabalho está mais lenta do que o esperado. Ele destacou também que a América Latina está tendo uma recuperação pior do que o resto do mundo. A taxa de ocupação na região para 2022 deverá ser 1,5% abaixo do que em 2019, representando um déficit na força de trabalho de 40 milhões de empregos.