O “Se liga, consumidor!” desta semana é sobre práticas bancárias abusivas. Para o professor de Direito do Consumidor Walter Moura, a oferta descontrolada de crédito bancário faz com que o consumidor brasileiro precise de atenção redobrada para não fazer empréstimos sem saber, com juros muito altos e sem pesquisar por alternativas mais baratas.

“Quando você usa dinheiro que não é aquele valor positivo da sua conta-corrente, você está fazendo empréstimo”, avisa Walter. Isso inclui hábitos comuns, como pagar apenas o valor mínimo da fatura do cartão de crédito ou usar o cheque especial. “O preço do dinheiro no Brasil é o mais alto do mundo. Existem serviços bancários que chegam a ter juros de mais de 300% ao ano.”

Para evitar o endividamento, vale seguir algumas regras básicas, como controlar gastos e fazer planejamento financeiro. “Pense em crédito apenas quando precisar; e, quando precisar, escolha juros que caibam no seu orçamento”, aconselha o professor.

Mas a principal regra é evitar a tentação do crédito fácil: “Somos bombardeados com propagandas, o que nos conduz ao falso raciocínio de que pegar empréstimo não custa nada. Tem financeira e banco que liga para a casa do cidadão para ofertar crédito, isso não está certo”, avalia.

O programa quinzenal “Se liga, consumidor!” é uma parceria do MPDFT com a Escola Nacional de Defesa do Consumidor da Senacon. Trata-se de uma série de vídeos curtos, com linguagem fácil e objetiva, em que especialistas abordam o dia a dia das relações de consumo e esclarecem dúvidas sobre direitos básicos garantidos pelo Código de Defesa do Consumidor.

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

%d blogueiros gostam disto: