Amarrados, em fraldas: delatores de Israel detalham abusos a palestinos em prisão

seg - sex Apresentação Ao vivo Amarrados, em fraldas: delatores de Israel detalham abusos a palestinos em prisão Switch A seguir Em uma base militar que agora funciona como centro de detenção no deserto de Negev, em Israel, um israelense que trabalha na instalação tirou duas fotos de uma cena que, segundo ele, continua a assombrá-lo. Fileiras de homens em agasalhos cinza são vistos sentados em colchões finos como papel, cercados por arame farpado. Todos aparecem vendados, com as cabeças pesadamente penduradas sob o brilho dos holofotes. Um fedor pútrido encheu o ar e a sala zumbiu com os murmúrios dos homens, disse à CNN o israelense que estava nas instalações. Proibidos de falar uns com os outros, os detidos falavam baixo com eles mesmos. “Nos disseram que eles não tinham permissão para se mover. Eles deveriam se sentar eretos. Eles não têm permissão para conversar. Não é permitido espiar por baixo da venda.” Os guardas foram instruídos a “gritar uskot” – “cala a boca” em árabe –..
article placeholder

Reino Unido começa a prender imigrantes que serão deportados para Ruanda

seg - sex Apresentação Ao vivo Reino Unido começa a prender imigrantes que serão deportados para Ruanda Switch A seguir As autoridades britânicas começaram a prender imigrantes que devem ser enviados para Ruanda nas próximas nove a onze semanas, disse o governo nesta quarta-feira (1°), em preparação para a principal política de imigração do primeiro-ministro, Rishi Sunak. Uma lei que prepara o caminho para o envio de imigrantes para Ruanda, caso cheguem ao Reino Unido sem autorização, foi aprovada pelo Parlamento em abril, e Sunak pretende que os primeiros voos descolem em julho. Mais de 7.500 imigrantes chegaram à Inglaterra em pequenos barcos vindos da França este ano, e o governo afirma que a política irá dissuadir as pessoas de fazerem viagens perigosas através do Canal da Mancha. Cinco pessoas morreram tentando fazer a travessia na semana passada. Espera-se que as instituições de caridade de direitos humanos e os sindicatos que se opõem à política lancem novos desafios legais..
article placeholder

EUA dizem que unidades militares de Israel violaram direitos humanos antes da guerra

seg - sex Apresentação Ao vivo EUA dizem que unidades militares de Israel violaram direitos humanos antes da guerra Switch A seguir O Departamento de Estado dos Estados Unidos determinou que cinco unidades de segurança israelenses cometeram violações graves dos direitos humanos antes do início da guerra com o Hamas na Faixa de Gaza. A pasta ainda está decidindo se restringirá a assistência militar a uma das unidades – supostamente o batalhão ultraortodoxo Netzah Yehuda. Esse batalhão estaria envolvido na morte, em janeiro de 2022, de um idoso palestino-americano. As outras quatro unidades “remediaram efetivamente essas violações”, disse o vice-porta-voz do Departamento de Estado, Vedant Patel, nesta segunda-feira (29), sem detalhar essas ações de remediação. Em uma carta sem data ao presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Mike Johnson, o secretário de Estado Antony Blinken disse que três das cinco unidades fazem parte das Forças de Defesa de Israel (FDI) e duas são “unidades d..
article placeholder

ONU diz que China cometeu violações dos direitos humanos em Xinjiang e Tibete

seg - sex Apresentação Ao vivo ONU diz que China cometeu violações dos direitos humanos em Xinjiang e Tibete Switch A seguir O chefe de direitos humanos da ONU, Volker Turk, pediu nesta segunda-feira (4) à China que implemente recomendações feitas para alterar leis que violam direitos fundamentais, inclusive nas regiões de Xinjiang e Tibete. Grupos de defesa dos direitos humanos acusam Pequim de abusos generalizados contra os uigures, uma minoria étnica majoritariamente muçulmana que conta com cerca de 10 milhões de pessoas na região ocidental de Xinjiang, incluindo o uso em massa de trabalho forçado em campos. Autoridades chinesas negam as acusações. “Apelo também ao governo para que implemente as recomendações feitas pelo meu gabinete e por outros órgãos de direitos humanos em relação às leis, políticas e práticas que violam os direitos fundamentais, incluindo nas regiões de Xinjiang e Tibete”, destacou Turk ao Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra. A missão diplomática..
article placeholder

Desafio argentino é defender instituições democráticas, como Brasil fez, diz Human Rights Watch

seg - sex Apresentação Ao vivo Desafio argentino é defender instituições democráticas, como Brasil fez, diz Human Rights Watch Switch A seguir Em visita à Argentina, onde se reuniu nos últimos dias com representantes da sociedade civil, integrantes do Executivo e do poder judiciário, a diretora para as Américas da organização de direitos humanos Human Rights Watch, Juanita Goebertus Estrada, disse que o desafio do país é “demonstrar se, em um cenário de embates”, como o promovido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro no Brasil contra o judiciário, o país conseguiria defender suas instituições democráticas. De acordo com Estrada, a organização monitora há décadas a situação no país e, recentemente, tem detectado “possíveis riscos quanto ao Estado de Direito e à proteção dos direitos humanos”. “Estamos aqui para ouvir diferentes vozes, nos reunir com o governo, com a sociedade civil, membros do poder judiciário e avaliar de maneira mais detalhada se esses riscos estão realmente se consum..
article placeholder

EUA pedem que Israel se comprometa a não violar direitos humanos com armas americanas

seg - sex Apresentação Ao vivo EUA pedem que Israel se comprometa a não violar direitos humanos com armas americanas Switch A seguir Os Estados Unidos pediram a Israel que assinasse uma carta prometendo que não cometerá violações dos direitos humanos com armas dos EUA, confirmou o porta-voz do Departamento de Estado, Matt Miller. Ele observou que o pedido não é específico de Israel, mas se aplica a todas as nações que recebem assistência militar dos EUA. Miller também pontuou que a carta apela aos países que recebem assistência dos EUA para “nos fornecer garantias por escrito de que os destinatários, em primeiro lugar, usarão as armas de acordo com a lei da guerra dos EUA e, em segundo lugar, facilitarão e não negarão ou restringirão arbitrariamente assistência”. “Há um processo em que estamos envolvidos com cada país que recebe assistência militar dos Estados Unidos para garantir que estão cientes dos requisitos do memorando de segurança nacional”, explicou Miller em um briefing ..
article placeholder

Chanceler da Venezuela se reúne com alto comissário da ONU para Direitos Humanos

seg - sex Apresentação Ao vivo Chanceler da Venezuela se reúne com alto comissário da ONU para Direitos Humanos Switch A seguir O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Yvan Gil, se reuniu com o Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Volker Turk, na terça-feira (27) para “reafirmar a sua firme vontade de continuar colaborando com esse gabinete”, seguindo com “o princípio da não interferência e mútua respeito”. Em resposta à CNN, a equipe de imprensa do Gabinete do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos confirmou a reunião e destacou que ela ocorreu em Genebra, no âmbito da sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU. Acrescentaram também que as conversas continuam e que o seu princípio orientador é proteger e promover os direitos humanos na Venezuela. No dia 15 de fevereiro, o Ministro das Relações Exteriores da Venezuela leu um comunicado oficial no qual informava sobre a decisão do governo venezuelano de suspender as atividades da assess..
article placeholder

Rússia prende ativista de direitos humanos de grupo ganhador do prêmio Nobel

seg - sex Apresentação Ao vivo Rússia prende ativista de direitos humanos de grupo ganhador do prêmio Nobel Switch A seguir O veterano ativista de direitos humanos russo Oleg Orlov foi condenado a dois anos e meio de prisão nesta terça-feira (27) por “desacreditar as Forças Armadas” ao protestar contra a guerra na Ucrânia e acusar o presidente Vladimir Putin de liderar uma “descida ao fascismo”. Orlov, líder do grupo de direitos humanos Memorial, um dos ganhadores do Prêmio Nobel da Paz em 2022, foi acusado depois de participar de manifestações contra a guerra e escrever um artigo intitulado “Eles queriam o fascismo. Eles conseguiram”. “O veredicto mostrou que meu artigo era preciso e verdadeiro”, disse Orlov, de 70 anos, ao ser levado algemado após a sentença. Ele foi aplaudido por apoiadores no tribunal de Moscou, incluindo representantes de embaixadas ocidentais. O Memorial, fundado em 1989, tem defendido a liberdade de expressão e documentado abusos de direitos humanos desde a..

Impetuoso ex-general que já foi banido dos EUA pode ser novo presidente da Indonésia

seg - sex Apresentação Ao vivo Impetuoso ex-general que já foi banido dos EUA pode ser novo presidente da Indonésia Switch A seguir Prabowo Subianto ainda não tinha obtido votos suficientes para conquistar as eleições presidenciais da Indonésia, mas, com a confiança de um homem preparado para tomar o poder de uma das maiores democracias do mundo, deu uma coletiva de imprensa, seminu, em sua piscina, em nos arredores de Jacarta. Aos 72 anos, o ex-general do Exército, que já foi banido dos Estados Unidos por supostas violações dos direitos humanos, pode ser décadas mais velho que os seus oponentes — ambos ex-governadores na casa dos 50 anos –, mas destaca que está mais do que pronto para liderar. “O objetivo mais importante da democracia é dar às pessoas os líderes e representantes que desejam”, afirmou Prabowo aos jornalistas na sua piscina. “Espero que todas as partes entendam o objetivo maior”, complementou. Prabowo Subianto, de 72 anos, deu entrevista coletiva à beira da piscina ..
article placeholder

Procuradoria da Venezuela acusa ativista de fornecer informações confidenciais a estrangeiros

seg - sex Apresentação Ao vivo Procuradoria da Venezuela acusa ativista de fornecer informações confidenciais a estrangeiros Switch A seguir O procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab, acusou, nesta segunda-feira (19), a ativista Rocío San Miguel de fornecer informações sensíveis a diplomatas de quatro países. Ela está detida desde 8 de fevereiro sob acusações de traição e conspiração. Em coletiva de imprensa, Saab disse, sem apresentar provas, que San Miguel manteve reuniões com autoridades europeias para fornecer informações sobre os sistemas de defesa aérea da Venezuela. “Por que ela se encontraria com o representante de uma superpotência europeia? Essa informação é confidencial e foi compartilhada com pelo menos uma potência estrangeira. Temos evidências de reuniões semelhantes com pelo menos três outras potências estrangeiras”, pontuou Saab. O procurador também afirmou que o comportamento de San Miguel se assemelhava mais ao de um espião do que ao de um defensor dos ..