“Pedimos a todos que tratem as decisões sobre onde vão, o que fazem e com quem se encontram como decisões de vida ou morte – porque são. Pode não ser a sua vida, mas suas escolhas podem ser a diferença entre a vida e a morte para alguém que você ama ou para um completo estranho”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Nas últimas semanas, a OMS observou surtos associados a festas e outras reuniões sociais, mesmo em locais onde a transmissão foi eliminada.

“Devemos lembrar que a maioria das pessoas ainda é suscetível a esse vírus. Enquanto estiver circulando, todos estarão em risco. É uma questão de fazer boas escolhas. Todos temos um papel a desempenhar na proteção de nós mesmos e uns aos outros.”

Informe-se:
ℹ www.paho.org/bra/covid19

Leave a Reply

Your email address will not be published.