O diretor de Serviços de Desenvolvimento na Organização Mundial da Meteorologia, OMM, Filipe Lúcio, fala da segunda passagem do ciclone Freddy por Moçambique. Com 35 dias de atividade, a tempestade já é considerada a mais duradoura até o momento. A grande preocupação para a comunidade internacional e as populações locais é com um possível agravamento do problema e seus efeitos. Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

%d